Arquivo do mês: novembro 2012

Fuleco, o mascote da Copa

Image

A Fifa anunciou no último domingo (25) o nome do mascote da Copa de 2014. O tatu-bola foi batizado de Fuleco. O nome foi escolhido em votação pelo site oficial da dona do Mundial e divulgado no programa Fantástico, da TV Globo. Três opções foram dadas aos torcedores.

As votações foram abertas no dia 16 de setembro, quando o mascote foi mostrado para o público. Os nomes disponíveis na eleição foram Amijubi, que mistura as palavras amizade e júbilo; Fuleco, união dos termos futebol e ecologia, e Zuzeco, composição dos verbetes azul e ecologia.

O nome Fuleco recebeu 48% dos votos, contra 31% de Zuzeco e 21% de Amijubi.

Além de nome, o mascote ganhou também uma música tema. A canção “Tatu Bom de Bola” já foi gravada e mixada. A canção é interpretada por Arlindo Cruz, e foi mixada pelo produtor de música eletrônica Mister Jam.

O trabalho de produção, seguindo indicação da Fifa, foi feito pela Sony Music. A letra da canção foi composta por Arlindo Cruz, Rogê e Arlindo Neto.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Varginha

Alerta para perigos de acidentes com raios

 

 

 

 

A alta incidência de raios durante o período chuvoso é um risco à segurança da população e para o fornecimento de energia para os consumidores na área de concessão da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig. As chuvas mais intensas desse período que se estende até abril, vão ocorrer entre novembro e janeiro, quando o volume pluviométrico deve ser 40% maior do que a média histórica.

Outro alerta é para a ocorrência de temporais que ocorrem nesse período do ano. De acordo com o meteorologista da Cemig, Arthur Chaves, as pancadas de chuva são repentinas e intensas.

“Uma situação que pode parecer segura, muda de situação de uma hora para a outra. Nos anos anteriores, chegou a chover 150 milímetros em um único dia, sendo que cada milímetro equivale a um litro de água por metro quadrado. Não será surpresa se isso acontecer. Por isso, devemos estar preparados”, afirma.

Minas Gerais é um dos Estados que mais registram a ocorrência de raios por ano. Atualmente, Minas tem média anual de 1,1 milhão de descargas atmosféricas.

O gerente de segurança do trabalho, saúde e bem-estar da Cemig, João José Magalhães Soares, destaca alguns procedimentos básicos que devem ser adotados durante as tempestades. Segundo o especialista, todos os equipamentos elétricos devem ser desplugados das tomadas, evitando risco de queima ou contra a segurança das pessoas. “Durante as chuvas, o raio pode cair na rede elétrica e pode chegar às residências por meio da fiação, podendo atingir os moradores”, salienta.

Outro ponto importante é que, durante períodos de rajadas de ventos e descargas atmosféricas as antenas de TV podem se desregular. Se isto acontecer, nunca suba nos telhados para ajustá-las, pelo risco de queda, de choque elétrico e de ser atingido por um raio.

Se for preciso falar com alguém por telefone durante as tempestades, ressalta que a melhor opção é o celular, desde que não plugado na tomada, ou o telefone sem fio, porém nunca sobre lages ou em locais descampados.

João José Magalhães alerta para os danos que as descargas elétricas podem provocar no corpo humano. “O raio provoca queimaduras gravíssimas e pode provocar parada cardiorrespiratória, que pode levar a pessoa à morte”, destaca.

 

Ressarcimento de aparelhos

A Cemig recebe cerca de 25 mil solicitações de ressarcimentos todos os anos, que são criteriosamente analisados. Os ressarcimentos realizados por danos em aparelhos elétricos estão regulamentados pela Resolução Normativa 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O superintendente de Relacionamento Comercial com Clientes de Distribuição, Ricardo Rocha, explica o que os consumidores devem fazer quando tiverem um eletroeletrônico danificado durante a tempestade.

“Para fazer um pedido de ressarcimento, o consumidor deve acionar a Cemig por meio da agência virtual (www.cemig.com.br), presencialmente em uma das agências de atendimento ou ainda pelo telefone 116, em um prazo de até 90 dias após o dano. Nesse contato, o consumidor deve informar qual equipamento foi danificado, marca e modelo do produto e a data e a hora do ocorrido. Quem pode fazer esse pedido é o próprio titular da conta de energia e ele precisa, também, ter em mãos o número de cliente e da instalação, a carteira de identidade e o CPF”, esclarece.

 

Segundo estabelece a Aneel, a Cemig tem até 15 dias para analisar se o dano do aparelho foi provocado em decorrência de um problema na rede da Companhia e enviar carta resposta ao cliente. Em caso positivo, o cliente deverá fazer o orçamento de conserto do equipamento em uma oficina e encaminhá-lo para a Cemig. Após a análise do orçamento e sendo deferido, a Cemig tem 20 dias corridos para realizar o ressarcimento para o cliente, por meio de depósito em conta ou o conserto do aparelho.

“A Cemig tem uma série de sistemas que consegue nos mostrar o paralelo existente entre as tempestades e o horário informado pelo cliente. Por exemplo, o sistema localizador de tempestades mostra onde e quando caiu um raio em toda a extensão do Estado. Temos, perfeitamente, como identificar se o dano causado pelo equipamento aconteceu em função da rede elétrica ou de uma descarga atmosférica”, comenta.

Ainda segundo estabelecem as normas da Aneel, a Cemig deve ressarcir apenas danos de natureza elétrica em equipamentos, causados por problemas pelas redes próprias da Empresa. (Assessoria)

Deixe um comentário

Arquivado em Previsão do Tempo

Ponto comercial

 

Passa-se um ponto na Avenida Rui Barbosa, n°360 loja 1 (próximo ao colégio Marista).

Contato pelo (35) 9907-6036

 

Deixe um comentário

Arquivado em Publicidade

Vende-se

 

Vende-se uma casa com 3 quartos, sala, cozinha, banheiro, uma casinha nos fundos e garagem para 3 carros. A casa fica no bairro Sion, e está muito bem localizada. Os interessados devem falar com os proprietários, Marcio ou Fátima, pelo telefone: (35) 3067-1399.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Publicidade

Sindvar divulga horário especial de fim de ano para o comércio de Varginha

O Sindvar (Sindicato do Comércio Varejista de Varginha) e o Sindecon (Sindicato dos Empregados no Comércio de Varginha) firmaram acordo coletivo para o horário de funcionamento do comércio, no período das festas de fim de ano.

De 03 a 07 de dezembro, as lojas funcionarão no horário normal, das 8h às 18h. Entre os dias 10 a 12/12, o horário será estendido e o comércio permanecerá aberto das 8h às 21h. Do dia 13 até o dia 21 de dezembro, o horário será 8h às 22h. Nos finais de semana também haverá horário especial.

Nos sábados 15/12 e 22/12, as lojas abrirão das 8h às 16h e das 8h às 18h, respectivamente. Nos domingos (02, 09 e 16 de dezembro), o comércio se manterá fechado, porém em 23/12, o ponto será facultativo e o horário de funcionamento, das 9h às 15h. No dia 24/12, as lojas de Varginha ficarão abertas das 8 às 18 horas.

Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro de 2013, nenhuma loja abrirá, enquanto que entre os dias 26 a 29/12, o comércio voltará para o horário normal de funcionamento.

A única particularidade do horário especial de fim de ano será o feriado de 08 de dezembro – dia de Nossa Senhora Imaculada Conceição. Como tem acontecido nos anos anteriores, nessa data, o comércio funcionará das 8h às 18h, devido à troca realizada pela terça-feira, 31/12.

Mais informações sobre o Sindvar podem ser obtidas na sede da entidade localizada à Avenida Rio Branco, 288 A, no Centro, pelo http://www.sindvar.com.br ou no telefone (35) 3690-4311.Image

Deixe um comentário

Arquivado em Varginha

Sindvar divulga horário especial de fim de ano para o comércio de Varginha

O Sindvar (Sindicato do Comércio Varejista de Varginha) e o Sindecon (Sindicato dos Empregados no Comércio de Varginha) firmaram acordo coletivo para o horário de funcionamento do comércio, no período das festas de fim de ano.

De 03 a 07 de dezembro, as lojas funcionarão no horário normal, das 8h às 18h. Entre os dias 10 a 12/12, o horário será estendido e o comércio permanecerá aberto das 8h às 21h. Do dia 13 até o dia 21 de dezembro, o horário será 8h às 22h. Nos finais de semana também haverá horário especial.

Nos sábados 15/12 e 22/12, as lojas abrirão das 8h às 16h e das 8h às 18h, respectivamente. Nos domingos (02, 09 e 16 de dezembro), o comércio se manterá fechado, porém em 23/12, o ponto será facultativo e o horário de funcionamento, das 9h às 15h. No dia 24/12, as lojas de Varginha ficarão abertas das 8 às 18 horas.

Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro de 2013, nenhuma loja abrirá, enquanto que entre os dias 26 a 29/12, o comércio voltará para o horário normal de funcionamento.

A única particularidade do horário especial de fim de ano será o feriado de 08 de dezembro – dia de Nossa Senhora Imaculada Conceição. Como tem acontecido nos anos anteriores, nessa data, o comércio funcionará das 8h às 18h, devido à troca realizada pela terça-feira, 31/12.

Mais informações sobre o Sindvar podem ser obtidas na sede da entidade localizada à Avenida Rio Branco, 288 A, no Centro, pelo http://www.sindvar.com.br ou no telefone (35) 3690-4311.

Deixe um comentário

Arquivado em Varginha

22º Arrastão da Solidariedade- Campanha Natal Sem Fome

No próximo dia 2 de dezembro acontece em Varginha a 22ª edição do Arrastão da Solidariedade “Campanha de Natal Sem Fome”. O evento desta edição arrecadará somente alimentos, que serão doados a  entidades filantrópicas do nosso município.

A Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social (SEHAD), juntamente com os parceiros da iniciativa como a EPTV, está recrutando voluntários para atuarem no dia do recolhimento das doações nos bairros da cidade.

A cidade será dividida em sete setores e os voluntários estarão identificados. As empresas, entidades, organizações e os interessados podem entrar em contato pelo telefone 3690-2081.  A concentração dos voluntários será no dia 2 de dezembro, às 8h, na praça Getúlio Vargas.

De acordo com dados da SEHAD cerca de 300 voluntários são esperados para trabalharem nesta ação de solidariedade. Em 10 anos de realização, somando 21 edições, o Arrastão da Solidariedade já arrecadou cerca de  48 mil quilos de alimentos.

A concentração dos voluntários acontecerá no dia 02  de Dezembro, às 08h, na praça Getúlio Vargas, onde cada um receberá sua identificação e os nomes dos  bairros a serem visitados. (Assessoria)

 

Deixe um comentário

Arquivado em Varginha

Formação de gestores e professores caminho para uma educação melhor

* Ana Paula Barros de Paiva

 

Uma coisa é certa: para a escola continuar em pé, a formação de gestores é indispensável. Eles precisam ter visibilidade e potencial para estimular a criatividade e a busca de novas atividades dentro das escolas. Para que isso suceda com eficácia, os professores precisarão ser estimulados a acreditar que uma determinada mudança é necessária. Isso, certamente, passa pela gestão competente de qualquer equipe de diretoria de uma unidade escolar.

 

O mundo e a sociedade mudaram, e nossos alunos também já não são mais os mesmos. A formação pode ocorrer continuamente na vida de várias pessoas, a todo o momento, mas elas terão que entender e aceitar a transformação que as informações vêm sofrendo ao longo do tempo.

 

Diante das facilidades de acessos às mais diferenciadas fontes de informação, qualquer pessoa pode estar em constante desenvolvimento e mudança. É também nesse ponto que projetos que pensem a formação de gestores e professores são ainda mais essenciais, pois é preciso que ambos se conscientizem de critérios essenciais na definição de quais fontes são ou não dignas de crédito.

 

Está cada vez mais evidente a necessidade de ações positivas para a melhoria do trabalho, visando atender a nova demanda de alunos. É fato comprovado que eles estão cada vez mais críticos e ativos dentro de nossas salas de aula. Gestores que visam à transformação precisam ser formados para adquirir maiores habilidades para pesquisar e buscar formas de apoiar o trabalho do professor. Nesse aspecto, cabe aos professores receber as ideias, dicas e sugestões, dedicando-se, de fato, a melhorar cada vez mais o trabalho com os alunos.

 

Não é preciso dizer que o trabalho de um profissional da sala de aula não é jornada para qualquer um. Ele precisa ter garra e coragem, pois será facilmente desafiado pelos alunos, os quais, ansiosos por encontrarem razão de frequentarem a escola, poderão abordá-lo com questionamentos que ele nem sempre saberá responder de imediato. Dedicando-se, contudo, esse mesmo professor certamente dará um jeito e levará a resposta aos seus alunos num momento posterior.

 

Uma boa formação poderá ajudá-lo nesse processo de inquestionável importância para a credibilidade da escola diante de seus alunos. Há vários caminhos para que a Educação se torne melhor a cada dia, e um deles se dá quando o professor se coloca no lugar dos alunos, e estes, por sua vez, o tratam com o devido respeito. Num relacionamento de reciprocidade como esse, ambas as partes identificam pontos que necessitam de mudança, o que pode impactar a todos da escola no processo de ensino-aprendizagem.

 

Mais uma vez, a formação de gestores e professores se mostra indispensável, dado que o aprendizado acontece por meio de relacionamentos. Para entender a Educação de hoje, muitos esforços são realizados diariamente. Diferentemente de tudo que já é falado, esqueça o passado e o futuro, veja a sua Sala de Aula hoje, com os alunos de agora. Essa nova geração chega a todo o “vapor” na escola, e ela não pode se mostrar resistente e enfraquecida.

 

Por isso, mesmo que sua escola não tenha grandes recursos tecnológicos, busque alternativas para utilizar melhor os materiais que hoje você tem em mãos, pois reclamar que não tem isso ou aquilo não resolverá problema algum. Lembre-se que, primeiro, é importante saber trabalhar com o que se tem, para então dar valor ao que se virá a ter.

 

O Brasil é rico nas mais diversas realidades, havendo escolas com poucos ou muitos recursos. Quando nos informamos (ou formamos) mais a fundo sobre a imensidão desse nosso amado país, encontramos grandes casos de sucesso, até então desconhecidos. Talvez isso ainda ocorra porque as pessoas não estão preparadas para tantos desenvolvimentos e avanços ao mesmo tempo. A sociedade e o mundo cresceram de forma tão rápida que a Educação, infelizmente, não conseguiu acompanhar na mesma velocidade. Ainda hoje vemos escolas tentando se “proteger” em metodologias passadas.

 

Hoje, em meio às muitas informações que são velozmente “espalhadas”, crianças e jovens aprendem em qualquer hora e lugar. Nesse novo contexto, eles estão praticamente dando “O grito de socorro”, para que urgentemente a educação seja repensada, o que pode ocorrer por meio de criação de novas metodologias. Tudo isso abre espaço à formação, à inovação e à entrada integral das Novas Tecnologias, estas que proporcionam grandes possibilidades ao professor nas escolas brasileiras.

 

Assim, mais uma vez a formação de gestores e professores se comprova como essencial, pois muitos ainda se sentem desafiados diante das novas tecnologias para a educação. Para se ter ideia do desafio que as escolas enfrentam quando esse assunto é abordado, muitas ainda acreditam que as tecnologias são somente os equipamentos como computadores, notebooks, Tablets e/ ou Kinects. Não, a escola que quer realmente “socorrer” seus alunos e atendê-los em suas atuais necessidades pode ver suas metodologias serem otimizadas a partir do uso pedagógico de uma simples televisão com um DVD, por exemplo.

 

A partir de uma boa formação de gestores e professores, enfim, pode-se ter o início da tão almejada e urgente inovação da escola, que reconhece a importância de motivar seus alunos ao aprendizado com características mais afins à realidade deles.

 

 

*Ana Paula Barros de Paiva é Orientadora Educacional na área de Informática Educacional na empresa Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br); Graduada em Pedagogia com ênfase em projetos educativos, tendo larga experiência no ensino e desenvolvimento da Educação Infantil em escolas públicas e privadas.

Deixe um comentário

Arquivado em Educação