Acadêmica da UNIFENAS/VARGINHA atua na produção de cosméticos e é destaque no setor

Bárbara e a coordenadora do curso de Farmácia, professora Stael Costa (ODILON/SANTE)

Parcerias de qualidade garantem o sucesso de uma empreitada. A união de esforços e colaborações mútuas, com certeza, enriquecem qualquer projeto. Essa experiência pode ser constatada no curso de Farmácia da UNIFENAS/VARGINHA. Por ser um curso muito abrangente, que possibilita a atuação dos graduados em diversos segmentos, é imprescindível a cooperação das empresas parceiras que oportunizam aos universitários a possibilidade de fazerem estágios e, assim, exercitarem a prática da profissão. Com isso, o aluno passa a conhecer o dia-a-dia do trabalho naquele determinado setor, aprimorando seus conhecimentos e tendo contato com o que é sua vocação. “Eu acredito que é no estágio que o futuro farmacêutico se encontra, descobre qual é a área que ele tem mais vontade em trabalhar. É nessa hora que ele pode avaliar qual o rumo que tomará na profissão”, opina a coordenadora do curso de Farmácia da UNIFENAS/VARGINHA, professora Stael Costa.

Uma das empresas parceiras da universidade, em Varginha, é a Sante Cosmética. No local, são produzidos cosméticos das linhas Vita Seiva e Yo, que são distribuídos em diversos pontos do Brasil. Quem cuida do setor de Garantia de Qualidade e Desenvolvimento da empresa é a acadêmica, Bárbara Martins Borges, que cursa o 7º período de Farmácia. Ela está na empresa há mais de dois anos e há seis meses foi contratada pela Sante. “Tive muita sorte. Desde que comecei a cursar Farmácia, tinha vontade de trabalhar em indústria de cosméticos. Comecei na empresa com o básico e depois fui aprendendo diversos processos”, conta Bárbara.

A diretora da Sante, Jamile Mendonça, afirma que a empresa está aberta para inserir os aprendizes em seu quadro de colaboradores e que além de oportunizar ao universitário a atuação na área que ele se propôs a estudar, oferecer vagas a estagiários é também vantajoso para a empresa. “A mão de obra especializada tem sido algo raro no mercado. Trazer o estagiário para dentro da empresa no início de carreira é uma forma que encontramos de moldar o profissional no perfil desejado”, explica. A empresária também dá dicas de como esse estudante deve se portar diante da oportunidade de estágio. “Ele tem que estar consciente que não vai iniciar na Garantia de Qualidade, isto é para quem domina todos os processos. Aqueles que mostram persistência e entusiasmo têm grandes chances de fazer parte do quadro de colaboradores futuramente”, avalia.

A acadêmica Bárbara é um exemplo de que essa fórmula realmente dá certo. Antes mesmo de se graduar, já integra o quadro de funcionários efetivos da Sante e, com certeza, tem uma carreira brilhante pela frente. Ela acabou de desenvolver a fórmula de uma linha inovadora de cosméticos para o tratamento de cabelos. Com esse comprometimento e dedicação, ela demonstra os resultados do investimento da empresa em sua atuação profissional e enche de orgulho os responsáveis por lhe transmitir conhecimentos. “A satisfação do professor é saber que conseguiu ajudar o aluno a encontrar seu caminho. Para mim, não importa apenas se o estudante tem boas notas, mas também como ele procura realizar outras atividades fora da sala de aula, como ele assimila o conhecimento adquirido. No final, o que recompensa os educadores é ver que seu aluno está feliz”, conclui a professora Stael.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Educação, Saúde, Varginha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s