Prefeitura promove seminário que discute educação especial

Professores, especialistas, alunos e pais se reuniram nesta terça-feira (19) na primeira edição do Seminário Municipal de Avaliação do Processo de Inclusão Escolar da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla na Educação Básica. O evento promovido pela Prefeitura de Varginha, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), foi realizado no auditório do Polo Regional de Atendimento ao Professor (PRAP).

O objetivo do seminário é avaliar os avanços e dificuldades da inclusão de alunos com necessidades especiais dentro da escola. Os participantes se dividiram em grupos e no final do encontro redigiram um documento que será apresentado na etapa estadual que vai tratar da avaliação do processo de inclusão escolar da pessoa com deficiência na educação básica.
De acordo com a secretária municipal de Educação e Cultura, Heliana Vinhas Ferreira, o município de Varginha se preocupa com o tema e trabalha na discussão das dificuldades que envolvem a inclusão de alunos especiais na escola. “Este é o momento oportuno com os pais, alunos, especialistas e professores para chegarmos ao objetivo comum que é diminuir e destruir as barreiras que existem dentro da escola”, apontou.
A vereadora de Varginha, Tia Celinha, destacou o trabalho de inclusão realizado no município e afirmou que “é obrigação dos educadores buscar estratégias e políticas públicas relacionadas ao assunto”. A educadora ainda disse que um estudo deve ser feito para que “as escolas estaduais alcancem também os números que as escolas municipais apresentam quanto à educação inclusiva”.

Educação especial em Varginha
A coordenadora do setor de educação especial da SEMEC, Célia Ricardino Moreira Pereira, apresentou durante o seminário os dados atualizados da inclusão de alunos especiais nas escolas públicas de Varginha. Segundo números oficiais, o município possui 18.900 alunos matriculados nas escolas municipais e estaduais da cidade, sendo que 890 estudantes apresentam alguma necessidade especial, ou seja, 6% dos estudantes matriculados.
“A inclusão escolar da pessoa com deficiência deve acontecer em todas as unidades de educação, por isso Varginha apresenta um trabalho de destaque, pois das 36 escolas municipais, 26 têm salas de recurso multifuncional para atender às necessidades dos alunos”, completou o prefeito Eduardo Carvalho “Corujinha”.
Os convidados e participantes que estiveram no seminário ainda foram contemplados com a apresentação da fanfarra composta por alunos da Fundação Varginhense de Assistência aos Excepcionais (FUVAE). (Ascom/PMV)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Educação, Varginha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s