390 empresas de Varginha podem ter cancelamento de registros

Termina no dia 25 de abril, o prazo para os empresários e sociedades empresárias evitarem cancelamento de seus registros na Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg). O alerta é para as empresas que, desde o dia 1º de janeiro de 2001, não deram entrada com qualquer documento na Jucemg para comunicar se estão em funcionamento, em paralisação temporária de atividades ou se houve ato de alteração em seus registros de arquivamento. Clique aqui para ver as empresas ou abaixo para continuar lendo a matéria.

As empresas poderão ser declaradas inativas, terem seus registros cancelados e perderem a proteção de seus nomes empresariais se não adotarem esse procedimento. Ainda será feita, também, a devida comunicação às autoridades arrecadadoras – Receita Federal, Receita Estadual, INSS e Caixa Econômica Federal (FGTS).
Pelo site http://www.jucemg.mg.gov.br, menu ‘informações’ – ‘cancelamento administrativo’ – ‘consulta a empresas sujeitas ao cancelamento’, os empresários e sociedades empresárias têm todas as informações sobre o cancelamento do registro.
Estão ameaçadas de cancelamento 34.821 empresas em todo o Estado. O maior número está concentrado nas cidades de Belo Horizonte, com 5.294 empresas; Uberlândia, 1.579; Juiz de Fora, 1.442; Contagem, 1.136; Montes Claros, 747; Uberaba, 715; Governador Valadares, 538; Sete Lagoas, 486; Divinópolis 449; Poços de Caldas 401; Betim 391 e Varginha, 390 empresas.
O contato poderá ser feito na sede da Jucemg, em Belo Horizonte, no Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais (Cici/Ciemg), em Contagem; nos escritórios regionais em Juiz de Fora, Uberlândia, Varginha, Governador Valadares, Uberaba, Montes Claros, nas unidades Minas Fácil de Araguari, Araxá, Betim, Divinópolis, Ipatinga, Itabira, Itajubá, Ituiutaba, Lagoa Santa, Lavras, Muriaé, Nova Serrana, Passos, Patos de Minas, Patrocínio, Poços de Caldas, Ponte Nova, Pouso Alegre, São Lourenço, São Sebastião do Paraíso, Sete Lagoas, Três Corações, Ubá e Viçosa e nas unidades descentralizadas Juntaminas de Curvelo, Paracatu, São João del-Rei, Alfenas, Boa Esperança, Itaúna, Leopoldina, Muzambinho, Sarzedo e Teófilo Otoni.
As empresas foram notificadas conforme Edital publicado no “Minas Gerais” no dia 23 de março de 2011, página 18, coluna 2. Os nomes das empresas sujeitas ao cancelamento estão disponíveis no site da Jucemg:
http://jucemg.mg.gov.br/arquivos/sujeitascancelamentoadministrativo_2011.pdf

(Informações Agência Minas)

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Economia, Emprego

Uma resposta para “390 empresas de Varginha podem ter cancelamento de registros

  1. Pingback: 390 empresas de Varginha podem ter cancelamento de registros | Jornal Sul de Minas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s